top of page

A microbiota oral ao longo da vida

Saiba mais sobre a microbiota oral em diferentes faixas etárias, desde bebês, crianças, adultos e até idosos.

família cuidando da saúde oral

A microbiota oral é uma comunidade diversificada de microrganismos que habitam nossa boca e desempenham um papel essencial em nossa saúde bucal e geral. A composição e a função da microbiota oral podem variar significativamente ao longo das diferentes faixas etárias, incluindo bebês, crianças, adultos e idosos. Neste postblog, exploraremos como a microbiota oral evolui em cada fase da vida, com base em pesquisas científicas relevantes.

microbiota oral ao longo da vida
Fonte: The oral microbiome: Role of key organisms and complex networks in oral health and disease - Sedghi - 2021 - Periodontology 2000 - Wiley Online Library.

Microbiota oral em bebês

De acordo com alguns pesquisadores, os bebês nascem com a boca estéril, que logo após o nascimento, começa a ser colonizada por microrganismos presentes no ambiente e por bactérias transmitidas pela mãe.


Estudos demonstram que a amamentação tem um impacto significativo na formação da microbiota oral do bebê, fornecendo bactérias benéficas que contribuem para o desenvolvimento de um ambiente oral saudável. Além disso, a introdução de alimentos sólidos e o crescimento dos dentes de leite influenciam ainda mais a diversidade da microbiota oral.


Por outro lado, outras pesquisas mostram que bactérias orais foram detectadas em vários locais dentro do útero.


Curiosamente, um estudo verificou que a microbiota da cavidade oral neonatal exibiu associações claras com a da placenta e não foi significativamente alterado pelo canal de parto ou pela microbiota materna. Sugerindo, assim, que a microbiota neonatal pode ter uma origem pré-natal.

Após o nascimento, a colonização evidente da cavidade oral com os microrganismos ocorre dentro de 8 a 16 horas, sendo estes microrganismos associados à via de nascimento. Pesquisadores encontraram diferenças na predominância dos filos bacterianos nas cavidades orais de bebês com parto vaginal em comparação com os bebês nascidos através da cesariana. Nesta fase da vida a diversidade bacteriana é baixa.



Microbiota oral em crianças

À medida que as crianças crescem, sua microbiota oral continua a se desenvolver e diversificar. Os primeiros anos de vida são cruciais para esta diversificação, com o biofilme oral se formando e se estendendo. Porém, à medida que envelhecem, a microbiota oral começa a se estabilizar. Pesquisas sugerem que durante o período de dentição mista, por volta de 6 anos de idade, o ecossistema bucal sofre diversas alterações relacionadas à erupção dos dentes permanentes.


A higiene oral adequada e a prevenção de cáries são cruciais nesta fase para promover uma microbiota oral saudável e equilibrada. Crianças com cárie dentária apresentam uma composição microbiana diferente em relação às crianças livres de cáries.

As bactérias mais frequentemente encontradas como colonizadores precoces da cavidade oral em crianças são espécies dos gêneros: Streptococcus, Staphylococcus e Fusobacterium. De acordo com estudos, as espécies estreptocócicas constituem a maioria da microbiota oral infantil, e isso pode ocorrer por estas bactérias serem dominantes no leite materno e capazes de aderir-se às células epiteliais orais.



Microbiota oral em adultos

Na fase adulta, apesar da microbiota oral estar estabilizada, existe uma forte influência de fatores como dieta, higiene oral, estresse, tabagismo e uso de medicamentos, que afetam diretamente a composição da microbiota.


Esta influência que ocorre na composição da microbiota pode levar ao desequilíbrio oral e estar associada a condições como periodontite e halitose. Além disso, a interação entre a microbiota oral e o sistema imunológico do hospedeiro é fundamental para manter a saúde oral e prevenir doenças.


Em adultos saudáveis e com hábitos de vida adequados espera-se que a composição da microbiota seja, predominantemente, composta por bactérias comensais e benéficas, como algumas espécies do gênero Streptococcus e Veillonella.



Microbiota oral em idosos

Com o avançar da idade, a microbiota oral pode sofrer alterações significativas. Nesta fase já é observado um declínio da diversidade da microbiota.


As mudanças que ocorrem na microbiota oral dos idosos estão ligadas:

  • A redução do fluxo salivar,

  • Ao desenvolvimento de doenças sistêmicas,

  • As alterações nas condições locais,

  • Ao uso de próteses dentárias, e,

  • Aos cuidados bucais insuficientes.

idosa cuidando da saude oral

Todos estes fatores citados podem resultar em doenças bucais. Dentre estas doenças as mais comuns são: cárie dentária, periodontite e doenças da mucosa oral.


Portanto, a manutenção de uma higiene oral adequada e o cuidado contínuo com a saúde bucal são cruciais para promover o equilíbrio da microbiota nesta e em todas as outras fases da vida.



Exame genético de microbioma oral

Compreender as interações e a composição de bactérias presentes na boca é crucial para o desenvolvimento de estratégias eficazes de prevenção e tratamento. Ao realizar o exame de microbioma oral você pode ter informações valiosas sobre bactérias que habitam a boca e as possíveis relações com a saúde e doenças orais.


Quer saber mais sobre o exame de microbioma oral? Clique aqui!


Tenha resultados precisos em suas mãos e aumente a qualidade de vida do seu paciente! ORALBIOME: uma forma inovadora de cuidar da saúde bucal!



Fontes:


Aagaard K., et al. The Placenta harbors a unique microbiome, 2014. DOI: 10.1126/scitranslmed.3008599.


Belstrøm, D., et al. Bacterial profiles of saliva in relation to diet, lifestyle factors, and socioeconomic status, 2014. DOI: 10.3402/jom.v6.23609.


Boix-Amorós A., et al. Relationship between milk microbiota, bacterial load, macronutrients, and human cells during lactation, 2016. DOI: 10.3389/fmicb.2016.00492.


D’Agostino, S., et al. Exploring Oral Microbiome in Healthy Infants and Children: A Systematic, 2022. DOI: 10.3390/ijerph191811403.


Dzidic M., et al. Oral microbiome development during childhood: an ecological succession influenced by postnatal factors and associated with tooth decay, 2018. DOI: 10.1038/s41396-018-0204-z.


Kaan, AMM., et al. Acquisition and establishment of the oral microbiota, 2021. DOI: 10.1111/prd.12366.


Lamont, R., et al. The oral microbiota: dynamic communities and host interactions, 2018. DOI: 10.1038/ s41579-018-0089-x.


Li H., et al. The impacts of delivery mode on infant’s oral microflora, 2018. DOI: 10.1038/s41598-018-30397-7.


Mason MR., et al.. Characterizing oral microbial communities across dentition states and colonization niches, 2018. DOI:10.1186/s40168-018-0443-2.


Palmer, C., et al. Development of the human infant intestinal microbiota, 2007. DOI: 10.1371/journal.pbio.0050177.


Perez-Muñoz ME., et al. A critical assessment of the “sterile womb” and “in utero colonization” hypotheses: implications for research on the pioneer infant microbiome, 2017. DOI: 10.1186/s40168-017-0268-4.


Qian, J., et al. The Oral Microbiome in the Elderly With Dental Caries and Health, 2018. DOI: 10.3389/fcimb.2018.00442.


Sedghi, L., et al. The oral microbiome: Role of key organisms and complex networks in oral health and disease, 2021. DOI: 10.1111/prd.12393.


Tanner, ACR., et al. Cultivable Anaerobic Microbiota of Severe Early Childhood Caries, 2011. DOI: 10.1128/JCM.02427-10.


Tuominen H., et al. Composition and maternal origin of the neonatal oral cavity microbiota, 2019. DOI: 10.1080/20002297.2019.1663084.


Xiao, J., et al. Oral Microbiome: Possible Harbinger for Children’s Health, 2020. DOI: 10.1038/s41368-020-0082-x.



Posts Relacionados

Ver tudo

Kommentare


Gostou do conteúdo?
Assine nossa newsletter e seja o primeiro a saber sobre as novidades.
* A BiomeHub tem o compromisso de proteger e respeitar sua privacidade e nós usaremos suas informações pessoais somente para administrar sua conta e fornecer os produtos e serviços que você nos solicitou. Ocasionalmente, gostaríamos de contatá-lo sobre os nossos produtos e serviços, também sobre outros assuntos que possam ser do seu interesse. Você pode cancelar o recebimento dessas comunicações quando quiser. 

Obrigado por se inscrever!

bottom of page