CORONAVÍRUS - COVID-19

Atualizado: 20 de Out de 2020

O que é importante saber e como podemos evitar a disseminação.


Coronavirus COVID-19

Os coronavírus (CoV) pertencem a uma grande família de vírus capazes de causar infecções respiratórias em seres humanos e em animais. Alguns coronavírus podem causar doenças graves com impactos na saúde pública, como os observados anteriormente durante a epidemia de SARS, a Síndrome Respiratória Aguda Grave, identificada em 2002 e MERS, a Síndrome Respiratória do Oriente Médio, identificada em 2012.


Por tratar-se de um vírus notificado pela primeira vez em humanos em 31 de dezembro de 2019 em Wuhan, na China, o conhecimento científico sobre o novo coronavírus ainda é limitado e novos dados são periodicamente atualizados à medida que trabalhos científicos e levantamentos epidemiológicos vão sendo concluídos.


O nome do novo coronavírus foi definido como SARS-CoV-2, do inglês Severe Acute Respiratory Syndrome Coronavirus 2. A doença provocada pelo novo coronavírus é denominada oficialmente como COVID-19, sigla em inglês para coronavirus disease 2019.

O quadro clínico apresentado pelo COVID-19 pode variar de leve a moderado, semelhante a uma gripe ou resfriado, podendo também causar infecções do trato respiratório inferior, como as pneumonias.


Os principais são sintomas são: febre, tosse e dificuldade para respirar. Até o momento, as formas mais graves da doença têm se manifestado em populações já conhecidamente vulneráveis a outros vírus respiratórios, como idosos, pessoas imunodeprimidas ou com doenças crônicas. Nos casos mais severos a manifestação da doença pode levar a óbito.


A transmissão do coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva; espirro; tosse; catarro; contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão; e contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.


Veja abaixo as recomendações do Ministério da Saúde para evitar a disseminação do COVID-19:


Recomendações do ministério da saúde para evitar a disseminação do COVID-19

Com base em um estudo publicado em março/2020, pouco mais de dois meses da sua descoberta, verificou-se que o coronavírus pode permanecer viável no ar por horas e em superfícies por dias. Os pesquisadores testaram os vírus em várias superfícies por até 7 dias e mostraram que ele pode ser mais estável em plástico e aço inoxidável, permanecendo viáveis ​​por até 72 horas.


ATENÇÃO: o período de incubação do COVID-19 pode variar de 2 a 14 dias. Durante esse período o vírus tem capacidade de transmissão. A velocidade de transmissão do COVID-19 é superior ao da epidemia SARS de 2002/2003.

As melhores armas para combate ao COVID-19 são informação e educação!


A maioria das pessoas infectadas apresentam sintomas leves da doença e se recuperam, mas em outros casos pode ser mais grave. Cuide da sua saúde e preserve também a saúde das outras pessoas. Abaixo listamos as recomendações do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde:


Lave as mãos frequentemente